Arquivos do Blog

P.MOTORS : Mercedes-Benz GLK350 2013

 

P.MOTORS : NOVIDADES AUDI 2013

Audi RS 6 Avant

Nuevo Audi A3 Sportback

 

P.MOTORS : LAND ROVER 2013

 Land Rover reforça a imagem do Freelander 2 para retomar as vendas

Teste: Land Rover reforça a imagem do Freelander 2 para retomar as vendas

Marca britânica renova o Freelander 2 e tenta recuperar a competitividade do utilitário

por Michael Figueredo
Auto Press

A Land Rover apresentou o Freelander em 1997 com a intenção de entrar no terreno dos utilitários urbanos de médio porte. O jipinho conquistou o público e logo virou um dos “best-sellers” da marca inglesa. Até que o menor e mais barato SUV da marca foi alvo de “fogo amigo”. O modelo foi vitimado pela chegada do Evoque, versão compacta da linha de luxo Range Rover, que tem preços similares aos praticados na linha Freelander 2 e ainda reúne muitos argumentos estéticos para conquistar o consumidor. Por isso, para a fabricante britânica o “face-lift” planejado para 2013 foi mais que providencial. Aproveitou a ocasião para absorver itens do Evoque que prometem devolver a competitividade ao utilitário.

A reestilização do Freelander 2 – por enquanto, disponível apenas na Europa – acontece seis anos após a chegada da geração atual ao mercado. Para deixar o jipinho ainda mais urbano, além de razões de mercado, é claro, a Land Rover mantém a oferta europeia do modelo na configuração de tração dianteira – caso da versão testada –, junto com os tradicionais 4X4 da marca. O modelo também apresenta evidentes diferenciais estéticos externos. Entre as principais novidades em relação à versão anterior estão as luzes diurnas, nova iluminação traseira e dianteira de led e o novo desenho dos faróis.

Entretanto, é no interior que encontram-se os maiores predicados. Os itens emprestados pelo luxuoso Evoque dão mais sofisticação ao Freelander 2. O principal deles é o console central, com monitor colorido de sete polegadas e tela sensível ao toque, que apresenta sistema de áudio e a opção de agregar a navegação via satélite. O jipinho também recebeu freio de mão inteligente, com sensores eletrônicos capazes de detectar a inclinação do terreno para modular a força de frenagem.

A gama de motores inclui quatro opções diesel, todas de 2.2 litros, em configurações de 150 cv – automático e manual com tração 4X4 –, além da versão de 190 cv com tração integral e câmbio automático. O Freelander 2 de tração dianteira tem câmbio manual e também é equipado com propulsor de 150 cv de potência. Há ainda uma oferta a gasolina, com motor 2.0 de 150 cv. De acordo com a Jaguar Land Rover do Brasil, o renovado SUV não tem previsão de chegada ao mercado nacional. No entanto, caso siga a tendência da versão 2012 comercializada por aqui, deverá desembarcar apenas com tração 4X4 com o diesel mais potente, além da opção a gasolina.

Impressões ao dirigir

Valem por quatro

por Carlo Valente
do InfoMotori/Itália
exclusivo para Auto Press

Roma/Itália – Pensar em Land Rover automaticamente remete a trajetos fora de estrada, repletos de lama e obstáculos. Exatamente por isso o ambiente escolhido para “passear” com o Freelander 2 reúne todos esses atributos. E, mesmo com tração apenas nas rodas da frente, o renovado Land Rover não fez por menos em Lago Bracciano, região central da Itália, ao Norte de Roma. Com a ajuda do chassi “off-road”, o mesmo usado nas versões 4X4, a tradição da marca britânica se fez presente e o utilitário superou troncos, pedras e até trechos de travessia de rio com dificuldade considerável.

Se do lado de fora o Freelander 2 enfrenta vida dura, no interior o motorista não tem problema algum. As características emprestadas pelo Range Rover Evoque melhoraram significativamente a habitabilidade. O acabamento também é digno de nota. Além de numerosos, os recursos estão bem posicionados no console central e intuitivamente ao alcance. O computador de bordo, além da facilidade de leitura, fornece todas as informações de que o motorista precisa saber.

Do luxo à lama, verdadeiro habitat de um Land Rover, o motor cumpre muito bem suas obrigações. Com o mínimo de habilidade ao volante, não há dificuldade nem mesmo quando os pneus encaram rochas pontiagudas. É claro que em um momento de hesitação ao passar por poças de lama mais macias a tração nas quatro rodas vai fazer falta. No entanto, não chega perto de ser um problema. A força entregue às duas rodas dianteiras é inteiramente capaz de satisfazer às necessidades de mobilidade da maioria dos motoristas.

Ficha técnica

 Land Rover Freelander 2
Motor: Diesel, transversal, 2.179 cc, turbo, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro e injeção direta.
Transmissão: Câmbio manual de seis velocidades à frente e uma a ré. Tração dianteira. Oferece controle eletrônico de tração.
Potência máxima: 150 cv a 3.500 rpm.
Aceleração 0-100 km/h: 11,7 segundos.
Velocidade máxima: 181 km/h.
Torque máximo: 42,8 kgfm a 1.750 rpm
Diâmetro e curso:  85 mm X 96 mm. Taxa de compressão: 15,8:1.
Suspensão: Dianteira do tipo MacPherson e traseira independente, com braços longitudinais, transversais e barra estabilizadora
Pneus: 235/60 R18
Freios: Discos ventilados na frente e discos atrás. Oferece ABS.
Carroceria: Utilitário esportivo com quatro portas e cinco lugares. Com 4,50 metros de comprimento, 2,19 m de largura, 1,74 m de altura e 2,66 m de distância entre-eixos. Oferece airbags frontais, laterais e de cortina de série.
Peso: 1,710 kg.
Capacidade do porta-malas: 277 litros.
Tanque de combustível: 68 litros.
Produção: Solihull, Reino Unido.
Lançamento: 2012
Itens de série: Ar-condicionado, direção hidráulica, vidros, travas e retrovisores elétricos, ABS, EBD, EBA, controle de estabilidade, controle de velocidade de cruzeiro, airbags frontais, laterais e de cabeça, banco do motorista com regulagens elétricas, sensor de estacionamento, de luminosidade e de chuva, retrovisores elétricos, vidros elétricos, computador de bordo.
Preço: 39.720 euros, o equivalente a R$ 107.350

P.MOTORS : CONFIRA NOVO TOYOTA RAV4

Toyota RAV4 2013

Novo Toyota RAV4 2013

Após a revelação do Novo Toyota RAV4 2013 com imagens em baixa qualidade que vazaram na internet, podemos agora conferir os detalhes da nova geração do utilitário japonês de modo bem melhor com galeria de fotos em alta resolução. Veja as novidades visuais externas e também do acabamento interno.

Novo Toyota RAV4 2013 - Lateral

Como antecipamos anteriormente, o visual do Novo RAV4 segue a mesma identidade aplicada aos modelos mais recentes da Toyota, principalmente na parte dianteira com traços que remetem ao recém-lançado hatchback Auris na Europa. O resultado é um utilitário de visual bem mais moderno e arrojado. A lateral também muda, com linhas mais suaves enquanto a traseira exibe novo desenho com lanternas na horizontal e nada de estepe pendurado.

Novo Toyota RAV4 2013 - Foto da traseira

A parte interna também mostra familiaridade com o Auris. O painel tem traços retos enquanto a iluminação dos botões e quadro de instrumentos segue o padrão azul. Nota-se também um certo requinte com a adoção de revestimentos em couro no painel e também na parte central do volante, algo raro no segmento.

Foto do Painel do Novo Toyota RAV4 2013

A apresentação oficial do Novo Toyota RAV4 acontece ainda hoje para a imprensa no Salão de Los Angeles, ocasião em que serão divulgados todos os detalhes e especificações do modelo.

Galeria de Fotos do Novo Toyota RAV4 2013

Fonte : carplace.virgula.uol.com.br

P.MOTORS : Ram 1500 Express 2013

P.MOTORS : 2013 Volkswagen CC Lux

Chamado agora apenas por CC, o cupê quatro portas da Volkswagen ganhou visual renovado e identificação para se distanciar da família Passat. Disponível nas versões Turbo e V6, o modelo custa respectivamente R$69.400 e R$78.500. Com navegador, o CC V6 custa R$82.860.

No México, o CC 2013 chega com motor V6 3.6 FSI com 280 cv e 26,9 kgfm. Para este motor, a VW selecionou a caixa automática Tiptronic com seis marchas. A versão 2.0 TFSI tem 200 cv e conta com a transmissão automatizada DSG de seis marchas.

Bastante sofisticado, o VW CC 2013 conta com vários itens de conforto e segurança, tais como ar condicionado automático, múltiplos airbags, sistema de áudio com HDD de 30 GB, controle de cruzeiro adaptativo, alerta de pontos cegos, entre outros.

 

P.MOTORS : Audi revela SQ5 2013 TDI com 313 HP

Fazendo a sua estreia nas 24 Horas de Le Mans, o 2013 Audi SQ5 TDI é um carro marco para a marca Audi S – não só é o primeiro crossover de usar o emblema S, mas também é o primeiro equipado com um motor diesel.

Ao contrário do RSQ3 que estreou no Beijing no início deste ano, a Audi pretende colocar o TDI SQ5 em produção e as entregas começam europeus início do próximo ano. Mais importante ainda, o SQ5 é alimentado por uma 3,0-litros twin-turbo diesel V-6, que produz 313 cv e um razoavelmente grande £ 479-ft de torque que os picos tão baixas como 1450 rpm. O crossover compacto fará com que o sprint de 0 a 62 mph em apenas 5,1 segundos ea velocidade máxima é limitada eletronicamente a 155 mph. Audi também afirma que será capaz de devolver o equivalente a 33 mpg sobre o ciclo europeu e rebocar até 5291 kg. Uma transmissão automática de oito velocidades que envia energia através Quattro da marca all-wheel sistema de acionamento para as quatro rodas, com vetoração de torque entre as rodas automática.

CONFIRA O VIDEO ABAIXO :

P.MOTORS : Mercedes-Benz SL63 2013

A mais potente versão da linha SL já produzida conta com motor V8 bi-turbo com 537 cv a 5.500 rpm e 800 Nm de torque máximo entre 2.000 e 4.500 giros. Segundo dados da fábrica, a nova SL 63 AMG acelera de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos e atinge velocidade máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente. Clientes que optarem por equipar a SL 63 AMG com o AMG Performance Kit terão à disposição 564 cv de potência e 900 Nm de torque, além da velocidade máxima limitada em 300 km/h. Em ambas as opções, o consumo médio é de 10,1 km/l.

Uma das grandes novidades da Mercedes SL 63 AMG 2013, que pesa apenas 1.845 kg, é a carroceria produzida em alumínio, assim como na SLS AMG, que proporcionou redução de 110 kg no peso total. O capô do motor em fibra de carbono e algumas peças do kit aerodinâmico em plástico reduziram em mais 15 kg o peso, sendo o modelo atual 125 kg mais leve do que seu antecessor.

 

 

%d blogueiros gostam disto: